Mesmo com a previsão apontando um dia mais ou menos, o Moçambique Day, produzido pela Associação de Surf do Moçambique – ASM – , foi um sucesso total e contou com o apoio indispensável da Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina – Fatma – e o suporte da Polícia Ambiental.
O amanhecer foi muito especial, parecia que o dia viria com força total; sol, sem vento, pássaros a cantar, o Moçambique urrando – já dava pra sentir que ia ter uma onda. E não deu outra, elas estavam lá esperando os futuros 25 inscritos para o surf treino, mas o tempo ficou fechado.

Mas o Moçambique Day não foi só isso. O surf treino foi apenas um dos produtos oferecidos aos usuários da praia neste dia, porque a função era a Limpeza da Praia, o CATA-LIXO, promovido pela Associação de Surf do Moçambique desde antes da sua fundação e que virou marca registrada da entidade. Foram mais de 1500 quilos de entulhos que o mar, a praia, as dunas e a restinga vomitaram para a terra, porque tais materiais nunca estiveram lá. O trabalho de 114 voluntários, que se inscreveram junto à organização do evento, num mutirão de limpeza que envolveu crianças, jovens e adultos, mesmo com todo aquele tempo de chove, garoa, pára, chove, garoa, pára, foi fundamental e também atingiu a meta da ASM.  Os surfistas pré-inscritos também deram sua colaboração mínima – a inscrição só era oficializada com a apresentação de 3 sacos de 60 litros cada, cheios até a boca. Três frentes de trabalho foram espalhadas ao longo da praia até o Canto das Aranhas e todos pegaram pra valer, numa só vibração: a de manter a Praia do Moçambique bela, limpa e linda como sempre foi.


Logo na chegada do evento, uma barraca inflável da Fatma, de 5m de comprimento por 3m de largura, recebia os convidados com uma aula de Educação Ambiental. Esse é um novo material da fundação que está disponível para ser usado em situações ou eventos deste porte, que englobem as Unidades de Conservação do estado de Santa Catarina e sirvam de multiplicador para esta informação tão importante aos usuários destes parques, como é o caso do Parque Estadual do Rio Vermelho – Paerv -, onde a Praia do Moçambique está localizada.

Dentro desta barraca, estão expostas e impressas, na própria lona, imagens das Unidades de Conservação do Parque Estadual da Serra do Tabuleiro, do Sasafrás, da Serra Furada, das Araucárias, o Fritz Plaumann, do Rio das Canoas, Acaraí e do Rio Vermelho mais as Reservas Biológicas do Aguaí e do Canela Preta, respectivamente nas regiões de Palhoça, Benedito Novo, Orleans e Grã-Pará, São Domingos (Bacia do Rio Chapecó), Concórdia, Campos Novos, São Francisco do Sul, o distrito de São João do Rio Vermelho ao norte, a Lagoa da Conceição ao oeste, a praia de Moçambique ao leste e o distrito da Barra da Lagoa ao sul. Já as reservas biológicas, essa primeira fica nos contrafortes da Serra Geral, em altitudes que variam de 200 a 1470 metros e abrange os municípios de Morro Grande, Nova Veneza, Siderópolis e Treviso (Reserva de Aguaí). A do Canela Preta abrange Botuverá e Nova Trento.

“Temos que agradecer a homenagem prestada pela Associação de Surf do Moçambique e parabenizá-la pela realização deste evento. Estamos firmando algumas parcerias que só vão trazer benefícios para a comunidade e região.” afirma a bióloga e Analista Técnica do Parque Estadual do Rio Vermelho, Fernanda Abbud. Abbud e Ana Elise Luz, secretária da Fatma na gestão do parque, envolveram os participantes em atividades ambientais e gincanas que distribuíram muitos brindes. A ASM também esteve envolvida na distribuição de brindes, livros, adesivos etc. O lançamento oficial da Cartilha do Parque Estadual do Rio Vermelho – Paerv, material muito importante para a divulgação do parque enquadrado nos Sistema Nacional e Estadual de Unidades de Conservação desde 2007 e ilustrada pelo Beck, cartunista parceiro de campanhas deste gênero, foi outra relevante atração da Fatma.

A ASM rifou uma prancha MB Surfboards e o grande vencedor foi Diego Rafael Mohr e mais 150 mudas nativas da Mata Atântica estavam à disposição dos interessados.

A Polícia Ambiental esteve à disposição da segurança do evento e realizou todo o trabalho de coordenação de trânsito dos carros dos participantes e não participantes que estiveram nos arredores do Moçambique Day. “ A presença da Polícia Ambiental em eventos como este é fundamental para que o usuário conheça mais de perto nosso trabalho e fique à vontade para tirar dúvidas e conhecer  melhor nossa instituição. O sargento Marcelo, juntamente com nossa equipe técnica, está coordenando um novo produto da Polícia Ambiental, que são aulas de educação ambiental para as escolas do Rio Vermelho, de bairros e praias limítrofes ao parque e comunidade florianopolitana em geral”, pontua o policial ambiental Machado, comandante da guarnição deste evento, outro homenageado pela ASM.

Romeu Bruno e família foram mais outras participações especiais no Moçambique Day. A Associação de Surf do Moçambique se disponibilizou em oferecer a mão-de-obra humana na criação de uma equipe de salvamento aquático para a praia, dentro do Paerv. Há mais de 12 anos, o pedido da comunidade por um posto de salva-vidas foi solicitado e até agora só surfistas salvam. “Então, por que não formar um grupo com este pessoal que está todo dia aqui na praia? Nada mais sensato”, exclamou o Big Rider e referência no salvamento internacional, Romeu Bruno, que se dispôs a colaborar com a ASM, na assessoria do que for preciso. “Lá no Havaí é assim. Todos civis atrelados à prefeitura. Temos que ter exemplos de ponta para seguir e, assim, adequar às necessidades de cada praia.”, completou Romeu, único brasileiro promovido a status de Capitão e consagrado com Honra ao Mérito pelo governo do Hawaii.

Os campeões do surf treino foram os seguintes:  Fabiano Lopes (lycra branca), Juliano Resende (lycra preta), André Vitor (lycra vermelha) e Matheus Gonzaga (lycra amarela).

A Associação de Surf do Moçambique agradece a todos os participantes, contando sempre com a colaboração de pessoas que unam forças positivas.

O MOÇAMBIQUE DAY foi uma realização da Associação de Surf do Moçambique e parcerias da Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina – Fatma – Polícia Militar Ambiental, Jet Resgate, Bullys, Hibisco Imagem Visual, Engenho Automóveis, Balzano Imóveis, The Box, Brisa do Mar Agropecuária, Skull, Nelson Wallback Corretor de Imóveis, Resinas Ilha Norte, Escola Expressão, Escola Dinâmica, Cine Point Vídeo, MB Surfboards, Constru.R´S Matérias de Construção, Pizzaria Rio Vermelho, Posto Ipiranga e Netuno Lavacar.

Divulgaçãowaves.com.br, maurioborges.blogspot.com, associacaodesurfdomocambique.wordpress.com, clicorama.wordpress.com